Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

João Paulo Félix Atleta

João Paulo Félix Atleta

30
Set19

David Clemente - "O meu ilustre convidado de honra"

mesa_reflexoeseviagens

Blog – Ora aqui estou com o David Clemente, muito obrigado por aceitares o Convite é para mim uma honra muito grande poder falar contigo um bocadinho poder conhecer-te melhor. Estamos num Parque em Almeirim com uma vista espetacular sobre a Serra de Aire e Candeeiros que não é muito longe daqui. Já correste além?

DC – Já, já, já fiz imensas provas na Serra de Aire e Candeeiros.

Blog – Aliás tu és natural não muito longe da Serra de Aire e Candeeiros. És natural de…

DC – Batalha!! É mesmo pertinho da Serra D´Aire. Da Batalha a Porto de Mós são 8 kms onde se encontra a Serra de Aire e Candeeiros .

Blog – Lembras-te da 1ª prova que fizeste na Serra de Aire e Candeeiros?

DC – Já não me lembro!! Mas a 1ª prova de trail que participei foi o Night Xmas Trail em Leiria. Já foi em 2012. No entanto, já me tinha iniciado nas provas de estrada em 2011.

Blog – Em estrada corrias aonde?

DC – Era mais em Lisboa e na zona de Santarém: Cartaxo, Benavente, Salvaterra de Magos e aqui em Almeirim.

Blog – Quais são as tuas provas preferidas?

DC – Eu gosto mais de provas de trail.

Blog – Gostas de fazer distâncias longas?

DC- Eu gosto é de distâncias médias, longas cansam muito.

Blog – É uma seca!!! (risos)

DC – Provas de 30k é o ideal!!

Blog – Tira-se mais prazer, nas provas longas depois também se entra naquela…

DC –  Demora imenso tempo, começa-se de noite e só se acaba no outro dia, é muito cansativo!!…

70249875_2666266933397409_768498335064522752_o.JPG

Blog – Este ano tenho-te acompanhado no FB e reparei que tens feito muitas provas. É quase 2 por fim de semana…

DC- Pelo menos faço uma prova por fim de semana. No entanto, há alguns fins de semana que faço duas.

Blog – O que é que “encontras” na corrida? Tu divertes-te imenso nas corridas e uma das coisas que admiro muito em ti é precisamente esse fair-play que tens porque és um congregador da malta do Pelotão. Estás sempre em grande festa, em grande convívio e alegria.

DC – Eu gosto de correr, mas a principal razão que me faz participar em corridas é o convívio com os amigos. Outra razão é a bonitas paisagens que se podem encontrar nos trails.

Blog – Gostas de estar à mesa, conviver. Diz-me lembras-te quando tiraste a 1º selfie?

DC – Antigamente, ia às corridas e não tirava selfies. Comecei depois a tirar selfies nos trails, em jeito de brincadeira, primeiro às paisagens e só depois mais tarde com os amigos. No entanto, já não me lembro da data da 1ª selfie.

Blog – Tem sido um sucesso. Até tens a página “Clube de fãs do Selfieman”.

DC – Criei a página por ter imensos fãs das minha selfies. Foi mais por brincadeira e os fãs gostaram. Neste momento tenho 250 fãs a seguirem a página e o número continua a aumentar!!

Blog - E vais ter mais fãs porque o selfieman é um individuo que é bastante adorado pel@s colegas do Pelotão

DC – Para isso, tenho que dedicar mais tempo à minha página para ter uma maior adesão dos seguidores.

Blog – Voltando aqui às Serras. Já fizeste todas as Provas na Serra de Aires e Candeeiros. Qual é a tua Serra de eleição onde gostas mesmo de fazer Trail?

DC – Já fiz praticamente todas as provas na Serra de Aire e Candeeiros, a serra tem trilhos muito bons e uma grande dureza. Além disso, esta serra fica perto de casa e dá jeito participar nas provas que lá decorrem. No entanto, a Serra que mas gostei foi, sem dúvida, a Serra da Lousã, as paisagens e os trilhos são fantásticos.  Na Serra Lousã trail é puro!!

Blog – Qual a prova que fizeste por lá?

DC- Já fiz 4 vezes o Trail da Lousã na distância de 50kms e o UTAX na distância de 115kms, mas que não cheguei a terminar. Era a minha primeira ultra de 3 dígitos e não aguentei até ao fim. A chuva e o frio acabaram por ditar o fim da minha prova e fiquei nos 85kms. Também já participei nos Trilhos dos Abutres na distância de 50kms mas também não conclui porque barraram-me aos 30 k.

Blog – Estás a fazer algum Campeonato neste momento?

DC – Não, eu só fiz em 2014 e 2015 é que fiz o Campeonato da ATRP depois nunca mais me inscrevi em campeonato nenhum. Agora escolho as provas conforme me dá jeito, umas por motivos económicos, outras por motivos de localização. Muitas vezes escolho por ouvir boas críticas por parte também dos amigos, ou simplesmente porque vou atrás dos amigos.

Blog – Tem sido um ano bombástico na tua carreira desportiva. Já fizeste quantas provas?

DC – Faço todas as semanas… já vamos com quantas semanas? Já nem sei…

Blog – Estamos em Junho…

DC – Devo ter feito umas 50 provas.

Blog – Quais são as sensações que tens quando corres?

DC – Há dias que vou com mais espírito de competição e vou mais concentrado. Mas na maior parte das vezes vou às provas na brincadeira, só para me divertir e usufruir da Natureza. Correr dá-me uma sensação de liberdade. faz-me muito mais feliz e alivia o stress.

70979539_2687354217955347_1921462767869493248_n.JP

Blog – Tens imensos episódios engraçados eu já presenciei alguns estou a lembrar-me numa prova longa, de 50kms, em que passaste por mim. Passaste por mim por volta do k45 ias todo bem-disposto já eu ia muito acabado (risos). Lembras-te de uma situação muito divertida que tenhas tido numa prova de trail? Uma cena muito engraçada que tenhas divertido muito…

DC – São tantas Provas! Lembro de uma situação muito engraçada no Ultra Trail Serra da Freita k65 em que levei umas sapatilhas já muito usadas e ao km 5 rasgou-se a sapatilha e fiquei com o pé quase de fora. Não desisti!! Usei algumas fitas de marcação que estavam caídas no chão, mas não funcionava por muito tempo. Até que num abastecimento estava um apoiante de um outro atleta que me viu naquele estado e deu-me um rolo de fita isoladora plastificada que usei para enrolar à volta da sapatilha. Tive de repor a fita várias vezes pois descolava-se. Mas num certo momento usei tanta fita isoladora que parecia que tinha uma bota plastificada. Foi motivo de risota para muitos atletas e pessoal da organização. Acabei por nunca desistir e conseguir chegar à meta desta duríssima prova de trail.

Blog – E uma situação difícil que tenhas vivido numa prova? Lembras-te de alguma?

DC – A pior situação que tive foi lá no Récua Douro Ultra Trail, onde tive vómitos por volta do k60. Senti-me muito mal e tive de parar num abastecimento que era num quartel dos bombeiros. Eram 80k no Douro Vinhateiro com muito desnível, cerca de 4500m D+. Os abastecimentos eram muito espaçados e fiquei sem água por muito tempo.  

Blog – Mas conseguiste superar?

DC – Sim, fiz tudo! Depois de descansar quase uma hora no quartel dos bombeiros, fiz os restantes 20 kms com o meu amigo Francisco Cachulo. Ele nunca me deixou sozinho até cortar a meta!!

Blog – Há um lado na superação que é fascinante. Este ano tens feito umas provas de mais de 100k. Estou a lembrar-me de pelo menos 2.

DC – Ultra Trail de Conímbriga em Condeixa-a-Nova e Ultra Trail de São Mamede em Portalegre.

Blog – O Ultra Trail de São Mamede não estava previsto?

DC – Não estava prevista nenhuma. Para o Ultra Trail de Conímbriga um colega é que me arranjou um dorsal em cima da hora…

Blog – Com quanto tempo de antecedência?

DC – Foi-me oferecido o dorsal na sexta feira de tarde para ir participar nesse mesmo dia à meia-noite. Para o Ultra Trail de São Mamede já comprei o dorsal uma semana e meia antes e pedi para trocarem os dados da inscrição. Mas nenhuma estava programada com antecedência, por isso não treinei especificamente para nenhuma delas.

Blog – Este ano o Ultra Trail de São Mamede foi mais duro?

DC – Não te sei dizer porque foi a minha primeira participação nesta prova. Mas falei com os meus colegas e eles disseram que esta edição foi mais dura que as anteriores.

Blog – A avaliar pela taxa de desistência que houve….

DC – Desistiram cerca de 150 pessoas.

Blog – e também foi a mais longa, habitualmente tinha 100 kms. Há aí uma série de coisas que dá para perceber que a prova foi mais difícil. E no estrangeiro gostavas de participar nalguma Prova?

DC – Eu vou no próximo mês.

Blog – Vais aonde?

DC – Vou ao Andorra Ultra Trail à prova Marató dels Cims 44kms

Blog – Deve de ser espetacular!

DC – É no dia 20 de Julho, a um Sábado!

Blog – E depois ficas por lá 1 dia para descansar ou vens logo trabalhar? Como é que vais fazer?

DC – Vou estar a descansar 4 dias antes. Depois da prova tenho logo a viagem de avião para Portugal.

Blog – Como é que é os teus treinos? Como é que fazes?

DC – Os treinos… nunca segui planos nenhuns. Normalmente, só faço treinos de grupo. O tipo de treino é conforme o que o grupo decidir fazer.

Blog – Durante a semana vais ter com vários grupos?

DC – Há 3 ou 4 grupos que gosto de ir. Durante a semana alterno entre os vários treinos que existem aqui na zona, conforme me dá jeito. Normalmente nas Segundas e Quartas vou ter com o grupo dos “Pacemakers” em Santarém. Terças vou treinar com o grupo dos “Granho Runners” no Granho. Em Almeirim treino com os “Madrugas” mas já não tenho o dia certo. Tento sempre conciliar estes treinos com o ginásio onde faço reforço muscular.

Blog – Qual é para ti a vantagem de treinar em grupo?

DC – Acho muito mais divertido, há muita convivência entre os atletas e o tempo passa muito melhor. Treinar em grupo dá muito mais motivação e incentivamo-nos uns aos outros.

Blog – E também fazes bicicleta no dia a dia?

DC – Sim. Vou de bicicleta para o trabalho 2 ou 3 vezes por semana. Trabalho em Coruche e Salvaterra de Magos e quando me é possível deixo o carro em casa e desloco-me de bicicleta. Geralmente, vou mais vezes para Salvaterra de Magos porque calha nos dias que não tenho treinos de corrida. O percurso é muito acessível, quase plano e a viagem faz-se muito bem, são 27 kms para cada lado. Para Coruche, o percurso já tem uma maior dificuldade, tem algumas subidas e a distância já é maior, cerca de 33 kms para cada lado.  

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D